sábado, fevereiro 27, 2010

incomunicabilidade





sempre a saudade é alegada
pela voz do outro lado
na longa distância física
de uma onda sonora

quando poucos metros
facilmente vencidos
trariam o abraço

do lado seco da margem
o rio represa
um choro calado

(imagem: Emmo Tree by tator_tot_1158 in media.photobucket.com)

3 comentários:

Clara disse...

saudades de ti, flor!

Juliana de Almeida disse...

Uma sensação meio far away... so close!

lagarta disse...

exatamente isso, Ju! que feliz tu por aqui, comentando. saudades de ver vocês, ao vivo e a cores!