domingo, dezembro 21, 2008

três coisas que eu odeio (e são muitas três mais)

a lista original é:
1. soluço
2. cisco no olho
3. cócegas

quanto aos dois primeiros itens: sou capaz de bater os recordes de permanência com soluço (3 dias inteiros direto, dorme e acorda soluçando, desde criança; às vezes, quase uma semana sem conseguir tirar o cílio de dentro do buraco negro onde ele se esconde, dentro do meu olho). preciso dizer mais?

acréscimo à lista:
ladainha, aquele problema que nunca se resolve e a pessoa vive relatando, reclamando, esmiuçando e pedindo sua escuta, sua sugestão para resolver, quando você sabe bem que nada mudará e dali a algumas semanas, ou dias, virá toda a ladainha novamente...

gente que dá ar pro sopro do outro, estimula-o, solicita-o até, depois, acovarda-se e faz movimento de recuo.

intimidade sob tortura. explico: seres que se auto-convertem em "nosso melhor amigo" sem nem se darem conta de que mal os conhecemos e não estamos nem um pouco interessados nesse estreitamente de campos vitais...

a lista é sempre passível de acréscimo.

2 comentários:

Renata Maria disse...

Pro soluço, tem que prender a respiração e tomar um copo de água. Pro cisco, é lavar a mão e enfiar no olho mesmo para tirar. Pras cócegas, só dando porrada mesmo. :)

Bem-vinda de volta!

lagarta disse...

o pior é tudo isso eu sei e tento, mas o soluço persiste e o olho tem um buraco negro, juro... até uma lente de contato já ficou perdida dentro dele. as porradas são a única solução que me resulta eficaz de verdade! ;-)
obrigada!