sexta-feira, dezembro 04, 2009

sobre essa hora em que tudo é saudade

uma noite em que pesadelos seguidos não me deixavam dormir. e era uma noite em que cheguei como quem volta de uma longa guerra, de corpo pesado e pálpebras que não se sustentam, mas o sono não se conciliava com algo que insistia em sobressaltar-me. o organismo pressente o que a mente não delineia em claro verbo...
e de manhã, a notícia é que seria o dia da despedida física tão esperada... quantas vezes imaginei como seria este dia, a força necessária pra ser ombro; a última vez de pôr os olhos e pedir, como oração, a bênção; os trâmites burocráticos e arrastados que cabem a quem fica. ao menos, o consolo quando fiz a pergunta: - foi uma morte linda. dito pela enfermeira que a acompanhava no exato momento. disse-me que foi exatamente o último fundo suspiro e os olhinhos se fecharam. tomou-lhe o pulso já ciente, tinha-se deixado ir, enfim. a velhinha, dona Aderitinha, minha avó a quem encontrei já neta adulta, que me adotou e me dava a bênção e me olhava austera mas cheia de um carinho tão nítido. mistura de alívio, pela partida de quem aqui já apenas sofria e era um passarinho atado ao leito de hospital domiciliar, encolhidinha e com mãos que nem se abriam mais, nem falava mais, para contar suas infindas histórias, me dizendo pra estudar e pedir a dEUS (o dela se escreve de diverso modo), assim mesmo, com transitividade aberta, pedir e agradecer.
e vem à tona a sensação de todas as mais fundas perdas. e começa a nascer mais forte e fundo, dentro de cada um dos que ficam a luz de mais uma força introjetada, mais uma raiz que do mundo externo se finca em alicerce de dentro.
eu tive o imenso privilégio, ao menos, de em vida ter podido ser por ela adotada. e herdaremos papoulas, as que ela tanto amava e defendia a estilingue das lagartixas...
bênção, vó! e que dEUS abençoe tua energia agora espalhada em mil direções e dentro da gente.

2 comentários:

AMARela Cavalcanti disse...

tô aqui mandando energias positivas pra tu...!

beijos, minha linda!!!

Clara disse...

Florzinha, minha vidinha está de cabeça pra baixo, ams pode ter certeza que meu pensamento deseja tudo de melhor pra você.E se preocupa com o seu bem estar! =]

te cuida, flor! beijo