domingo, dezembro 06, 2009

estado de suspensão da matéria

era à vera como queria estar. mas estou numa espécie de. tanta função, que vou no automático, como se tropeçando no cumprimento das tarefas sobrepostas, emendadas, embaralhadas, fundidas...
e sempre lá no fundo um gosto travoso de quando o filtro se retorce e o café vem com a borra do pó, entalando a glote, irritando-a e propondo uma tosse incômoda, particularmente aos portadores da síndrome do refluxo. muito prazer!
paira em mim, por vezes, a sensação de precisar aprender da autopreservação um tanto muito mais que apenas o manual mínimo de sobrevivência... mais corda bamba, mais responsabilidades, mais ônus: êpahei, e vamos nós.

Um comentário:

Clara disse...

O famoso e persistente refluxo, não advindo do café, ams de outras origens psicológicas, que nessa hora da vida se encontra bem presente em mim,apurrinhando cada atividade exercida!
OXALÁ!

flor, beijos!