sexta-feira, dezembro 08, 2006

solidariedade do ampulheto

e ao mesmo momento, gentileza, deferência especialíssima a um dileto filho: quando em meio ao sufoco de um pesadelo, o sono é despertado pelas horas...

4 comentários:

Renata disse...

Espero que sim.

lagarta disse...

eu também espero que sim. mais que isso, tenho fé. segundo me diz my other half, o zen budismo me ajudou a chegar a esta paz... ;) mas diz aí, chi, tu gostou das linhas tortas?

Renata disse...

Gostei. :)

lagarta disse...

que bom!!